Após polêmicas, mentiras e críticas, radialista pede no ar para ser demitido - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Publicidade

test banner

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Após polêmicas, mentiras e críticas, radialista pede no ar para ser demitido

por Bernardino Souto
Mentira tem perna curta: após uma avalanche de críticas da opinião pública, imprensa e redes sociais motivada pela campanha diária para denegrir a imagem do vereador, Júlio Cezar (PSB), o radialista pernambucano, Carlos Santa Rosa, pediu demissão no ar ao diretor da Farol FM, Palmeira dos Índios, Val Basílio, na manhã de ontem (28).
O proprietário da emissora, deputado federal, João Henrique Caldas (JHC) ficou enfurecido com o comportamento dos seus subordinados que pelo telefone foram enquadrados. No seu programa matinal, Santa Rosa, fez críticas a JHC e o blog conseguiu com exclusividade o áudio.
Carlos Santa Rosa, que estava desempregado, foi contratado para substituir o radialista, Cláudio André, que não aceitou a missão de “disseminar mentiras e denegrir” Júlio Cezar, perante a opinião pública. Em função da recusa, a direção da emissora teria demitido Cláudio André, que fazia duras críticas ao governo, tucano James Ribeiro.
Após a entrada de Santa Rosa, a Rádio Farol, passou a condição de porta-voz do governo municipal e a principal arma dos pré-candidatos governistas.
O alvo diariamente da Rádio Farol Palmeira a ser batido era o vereador, Júlio Cezar(PSB), que lidera com folga as pesquisas para a Prefeitura.
“A ordem é destruir o Neguinho, inventar estórias, repetir mentiras e criar factoides.
As reuniões políticas acontecem com frequência e o radialista Santa Rosa sempre é chamado para participar. Tudo isso porque Júlio Cezar é favorito na preferência da população.
Na verdade, JHC mandou demiti-lo” revelou uma fonte próxima do radialista, que pediu reserva.
O deputado JHC pode estar bancando o inocente útil em função do uso político de sua empresa para favorecer adversários em Palmeira. Sabe-se que o maior cliente da emissora é o governo municipal, ou seja, o prefeito da cidade, James Ribeiro.
Daí as razões do radialista, Carlos Santa Rosa, endeusar os pré-candidatos de James, Rodrigo Gaia, Antônio Fonseca, Luiz Lobo e Verônica Medeiros. JHC não sabe, disso? Na política é prudente dormir pouco e quando dormir jamais deve-se fazê-lo de olho aberto.
Quem é o diretor-geral da Farol Palmeira?
É o vereador, Val Basílio, aliado de James Ribeiro, que deixou o PRTB para entrar no Solidariedade em 2014.
Foi eleito em 2012 com 528 votos. O parlamentar foi envolvido, investigado e preso pela Polícia Federal em 2006, juntamente com outras 21 pessoas, na Operação Carranca.
A organização criminosa, a qual Val Basílio, integrou foi acusada de fraudar e desviar dinheiro público, causando um prejuízo aos cofres públicos de 20 milhões de reais. Val Basílio ficou cerca de 1 ano preso. No fim de 2015 Basílio também foi acusado de ameaçar a jornalista, Graziane Duarte.
Resta agora saber se Val Basílio vai ou não aceitar o pedido de demissão do polêmico e destemperado funcionário?
A opinião pública está de olho e aguardando, mas os problemas de Santa Rosa vão mais longe, ou seja, terá que acertar os ponteiros com a Justiça.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE