CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS NO FORROBOM REPERCUTE NAS REDES SOCIAIS - CLÁUDIO ANDRÉ O POETA

Publicidade

test banner

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 16 de junho de 2017

CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS NO FORROBOM REPERCUTE NAS REDES SOCIAIS

COMENTANDO A NOTÍCIA DA PREFEITURA:

A Prefeitura de Bom Conselho trará uma grande novidade para o Forróbom 2017: a arrecadação de alimentos não perecíveis.

OPINIÃO DO BLOG: Não vejo como novidade essa arrecadação.

Todas as pessoas que forem ao Parque de Exposições Delamário Borba, local do evento, deverão entregar 1kg de alimento não perecível na entrada do Parque. 
Equipes estarão nas entradas fazendo o recolhimento e o acesso aos shows só será permitido a quem realizar a entrega.

OPINIÃO DO BLOG: Esperai, a festa não é num espaço público, por que essa obrigação de levar 01 kg de alimento para poder ter acesso ao recinto? 
Quando diz "todas as pessoas", entendo que até aqueles que não tem condições, estão obrigados a cooperarem com a campanha, não é?
Se deduz que o show que mais vai da gente será do XANDE AVIÕES, aí, "essas equipes" vão conseguir evitar que pessoas entrem no parque de exposição? 

Se por ventura alguém entrar, no parque sem da o quilo de alimento (por não ter condições), vai ser retirado à força do espaço público que é o Parque de Exposição?

O trabalho será realizado durante as cinco noites e, ao término do Forróbom, todos alimentos arrecadados serão doados as famílias carentes do município.

OPINIÃO DO BLOG: A ideia inicial é louvável, agora, as pessoas serem obrigadas para tal colaboração, foge do sentido da palavra solidariedade.



O objetivo do Governo Municipal com o Forróbom deste ano é, além de proporcionar diversão e geração de renda, ajudar aos bonconselhenses mais necessitados. 

OPINIÃO DO BLOG: E as pessoas carentes que forem ao Forrobom, não tendo condições de ter 01 kg de alimento, não vão poder entrar, é isso?

Quer dizer que vai ter uma mercearia em frente ao Parque de Exposição para aqueles que vierem de fora, comprar os alimentos?

Numa casa que tem 05 pessoas, por exemplo, se todas as noites os cinco forem ao Forrobom, aí terão de levar os alimentos? E num é uma campanha solidária, por que o voluntarismo (leva quem quiser), foi deixado de lado? 

E as autoridades que estarão se exibindo nos camarotes de 4 mil reais, vão está sensíveis à causa solidária? Eu não acredito!

Como é que uma pessoa que está passando necessidade vai levar uma quilo de alimento, sem tê-lo em casa?

Pronto, depois que fiz essas interrogações já vão dizer que sou contra o governo... Mas, uma coisa é certa, quem está fora, enxerga melhor. 

Não existe campanha solidária, paga. 
Não existe campanha solidária, obrigatória.
Se isso existir, realmente é a novidade do ano.

Basta ver as redes sociais e as opiniões são as mais diversas, porém, a maneira que foi divulgada essa campanha de arrecadação causou em muitas pessoas, descontentamento. Da tempo de mudar a redação!

O certo é tirar essa obrigatoriedade de levar alimentos!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE