CASO DE FAMÍLIA CARENTE DE BOM CONSELHO REPERCUTE NAS REDES SOCIAIS - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Publicidade

test banner

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 16 de maio de 2018

CASO DE FAMÍLIA CARENTE DE BOM CONSELHO REPERCUTE NAS REDES SOCIAIS

INFORMAÇÃO O TEMPO TODO!

Prezados amigos e amigas leitoras desse blog, todos sabem que ao longo desses quase 08 anos de web-jornalismo, sempre prezamos pela informação verdadeira, nada de querer fabricar notícia.

Na manhã dessa última terça-feira, 15/05, publiquei uma reportagem por texto, foto e vídeo, sobre a situação de miséria de uma família em Bom Conselho.

Pois, bem, entre fan-page e blog, em menos de 24 horas foram mais de 10 mil visualizações, justamente pela seriedade da reportagem e pelo seu conteúdo. 

Uma realidade nua e crua, onde uma família carente, a mercê da própria sorte, foi esquecida pelas autoridades, mas, Deus, Sabedor de todas as coisas, colocou no caminho dessa família, um anjo e seus seguidores, que se sensibilizaram com a paupérrima situação de um pai, uma mãe e nove filhos menores de idade.

A partir da reportagem que produzi, pessoas de bom coração e que tem o prazer de ajudar o próximo, começaram a se inteirar da realidade da família do Bairro de São Rafael e começaram a fazer todo tipo de doações, como por exemplo, roupas, comida, camas, utensílios para o lar, colchões, etc.

Durante a reportagem, a agente de saúde, dona Valmira, que tem prestado relevantes serviços à população bonconselhense, na área da saúde, enfatizou muito bem que sentia dificuldade de falar com o secretário de assistência social do município e que a família estava precisando urgentemente de uma moradia.

Mesmo a equipe da referida secretaria sabendo da realidade, precisava da palavra final do secretário, que até então não tinha ido conhecer aquela dura realidade.

Diante da repercussão do caso, o secretário apareceu no período noturno na casa emprestada onde estão o pai, a mãe e os nove filhos.

Em vez da referida autoridade da uma solução para o problema, foi aparecer num vídeo, muito mal editado e com insinuações de que esse blogueiro tivesse mentindo. Ora, ora, ora, nem parece que o senhor secretário seja um homem do meio de comunicação.

Ao receber o vídeo, resolvi "esmiuçar" os 4 minutos e 51 segundos do vídeo. Vou comentá-lo passo a passo e mostrar quem está falando ou não a verdade, se o dr. secretário ou esse simples blogueiro.

O título do vídeo "Secretário Geninho Tavares Fala Toda A Verdade da Família Com Nove Filhos Aqui em Bom Conselho", mais parece uma RESOLUÇÃO, ficando de fora do que determina as regras do bom jornalismo. 

Mas, vamos ao que interessa:

AOS 27 SEGUNDOS DO VÍDEO, o secretário diz: "A gente foi informado desde o início que chegou em Bom Conselho da situação"...
BLOG: Não foi o blog que disse que o secretário ainda não tinha ido ver a situação da família.

AOS 31 SEGUNDOS DO VÍDEO, o secretário fala: "Fiz questão de vir para esclarecer alumas coisas... Rolou um vídeo nas redes sociais, onde cita que a gente não está dando a atenção devida a essa família"...
BLOG: Interessante, que na abertura desse vídeo tem um print da reportagem que esse blogueiro fez, por tanto, o secretário parece que esqueceu como se faz jornalismo.

AOS 43 SEGUNDOS DO VÍDEO, o secretário diz: "Desde quando essa família veio de Alagoas... Foi de Alagoas"?
BLOG: Quer dizer que  o secretário nem sabia direito de onde era a família?

AOS 61 SEGUNDOS DO VÍDEO, o secretário faz todo um comentário sobre a agilização do processo de transferência do Bolsa Família daquela família carente, etc.
BLOG: Mas, essa é a função da Assistência Social, não há nada de espetacular nisso.

AOS 100 SEGUNDOS DO VÍDEO, o secretário pergunta: "É essa criança aqui? Tem quantos anos?
BLOG: Ora, se o secretário disse no início do vídeo que estava acompanhando esse caso desde o início, é publico e notório que ele saberia que a família tem uma criança que é surda e muda. Ou não"?

COM 04 MINUTOS E 07 SEGUNDOS DO VÍDEO, depois de uma chuva de perguntas por parte do secretário e repórter ao mesmo tempo, a dona Maria Albertina, desabafou: "Eu queria falar pessoalmente com esse Geninho, nunca vi esse Geninho desde quando cheguei aqui"...
BLOG: Oxe, não entendi. O nobre secretário num falou no início do vídeo que estava acompanhando o caso desde quando a família chegou? Como aquela mãe ainda não o conhecia? 

COM 04 MINUTOS E 18 SEGUNDOS DO VÍDEO, o secretário pergunta a dona Maria Albertina: " Qual a cidade que você estava? 
BLOG: Também não entendi, até porque minha leitura é pouca, o secretário num disse que estava desde quando a família chegou em Bom Conselho, acompanhando o caso?

COM 04 MINUTOS E 49 SEGUNDOS, diante de tanta pressão para com a dona Albertina, o secretário alfineta: "conte a verdade".
Terminou o vídeo.

Ao narrar isso tudo, quero mais vez dizer que trabalhamos com seriedade, não temos essa personalidade de inventar notícia, não.

O secretário está na hora de contratar uma pessoa que saiba editar vídeo, entenda de conteúdo jornalístico, até por que deixou muita brecha e serviu de mote para essa postagem.

Vamos ficar de olho!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE