BOM CONSELHO/PE: A SERRA DO JACU TEM UMA DAS VISTAS PANORÂMICAS MAIS BONITAS DO MUNICÍPIO - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Publicidade

test banner

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

INSTITUTO PRÓ SABER - O LUGAR IDEAL PARA VOCÊ SE QUALIFICAR

INSTITUTO PRÓ SABER - O LUGAR IDEAL PARA VOCÊ SE QUALIFICAR

domingo, 29 de julho de 2018

BOM CONSELHO/PE: A SERRA DO JACU TEM UMA DAS VISTAS PANORÂMICAS MAIS BONITAS DO MUNICÍPIO

De cima da serra do Jacu fiz essa imagem. Em baixo está o distrito de Logradouro dos Leões, mais a frente está a serra dos Mares. Pelo ângulo que consegui, até parece que o distrito e a serra estão bem próximos.
Nessa região, as chuvas que caem são suficientes para deixar a vegetação verdinha, mas, não suficiente para encher os barreiros que estão no entorno da serra do Jacu.
   
A serra do Jacu tem além de sua localização geográfica, vegetação que se mistura aos três climas existentes no município, agreste, sertão e zona da mata. Para quem não sabe, o jacu-de-barriga-castanha é um exemplar grande: chega a medir 77 centímetros de comprimento. Apesar disso, não é o maior desta família. Este título fica para o jacu-de-cocuruto-branco, que atinge 82 centímetros.
Mesmo estando numa região que chove menos, a vegetação no sítio Jardim é uma mistura de cactos com arbustos. A temperatura está sempre em torno dos 18 graus. No inverno, devido a altitude cai drasticamente, chegando ao registro de 12 graus centígrados.
Fruto da ação dos pássaros, devido as sementes serem deixadas em cima das rochas e com um pouco de água elas germinam, deixando o meio ambiente ainda mais com vida.

A camada colorida que encobre a rocha granítica que se transforma na serra do Jacu é resultado da ação do tempo, promovido por restos de vegetação, chuva, sol e temperaturas variadas. Se leva muito tempo para que isso ocorra.
Por esse ângulo podemos ver uma pequena estrada que da acesso a cidade de Bom Conselho. Por aí, deve-se percorrer em torno de cinco quilômetros até a sede do município.
O potencial turístico da terra de Papacaça está em todos os cantos do município, pena, que o poder público não tenha isso como uma das prioridades. Alias, cultural e turismo somente tornam-se realidade quando há pessoas que gostam e sabem ao mesmo tempo valorizar esses potenciais.

Para conhecer essa região serrana de Bom Conselho é muito fácil. Uma rota que faz você chegar mais rápido pela estrada vicina que passa por trás da antiga indústria da Perdigão. Após a fazenda do senhor Jocelino Ramos, uns 300 metros, entra a direita onde tem uma cancela. Com mais 100 metros você localizará a serra do Jacu.
Em cima da serra do Jacu tem vários caldeirões escavados na grande rocha. Com as últimas chuvas que caíram na região, existe muita água acumulada.

No cume da serra do Jacu há cavidades que mais parece pisadas humanas. Mas, como essa rocha tem origem de ações vulcânicas há milhões e anos, eis o motivo de encontrar essas baixas na rocha.
O cruzeiro colocado no cume da serra do Jacu é uma demonstração da fé do povo nordestino. Nessa serra, durante o período da Semana Santa, populares sobem os 200 metros de altitude para pagarem suas promessas.

Para onde você olha o encantamento surge naturalmente. O clima e a vista panorâmica deixam qualquer visitante rejuvenescido.
Por mais de 01 Km as rochas contínuas expandem-se misturando-se com vários tipos de vegetação.

Os caminhos da aventura estão escancarados para todos aqueles que cultuam o ecoturismo. A região dos sítios Jardim e Lagoa do Dô, são ricas em potencial ecoturístico.
Igrejinhas foram construídas no cume da serra. O cruzeiro é o ponto religioso que serve de apoio para os pagadores de promessa.
A serra dos Mares, localizada na zona rural de Bom Conselho é um encanto. Aliás, toda a região serrana que fica no entorno do distrito de Logradouro dos Leões, que fica há poucos quilômetros da divisa com o estado de Alagoas, tem cenários naturais maravilhosos.
A estrada que você ver na imagem é a divisa de Bom Conselho com o município de Iati. Do lado esquerdo segue o sentido para adentrar o estado de Alagoas e do lado direito da imagem, segue o sentido de sítios pertencentes a Iati, distante da terra de Papacaça 25 quilômetros.
Assim encerro a segunda reportagem sobre a minha escalada a serra do Jacu. Com uma vista panorâmica e inspiradora, está provado que o Projeto Poeta Viagens e Aventuras tem dado certo e vem sendo utilizado como banco de pesquisa. Valeu todo o esforço de chegar ao cume dessa serra tão bonita em pleno solo da terra de Papacaça.

ATÉ A PRÓXIMA VIAGEM!

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE