MOTOQUEIRO QUE MORREU NO ACIDENTE DE MOTO EM BOM CONSELHO-PE ERA DE MISSÃO VELHA-CE - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Publicidade

test banner

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

MOTOQUEIRO QUE MORREU NO ACIDENTE DE MOTO EM BOM CONSELHO-PE ERA DE MISSÃO VELHA-CE

O cearense Izaquiel Ricarte da Silva, 26 anos, casado, pai de dois filhos menores de idade, foi a vítima fatal após colidir sua moto Honda Broz em um cavalo há poucos metros da chegada de Bom Conselho, por volta das 17 horas de 50 minutos dessa terça-feira, 07/08. 
Segundo informações, Isaque, como era conhecido, era natural da cidade de Missão Velha, no Ceará. Ele era cobrador de prestação e era costume passar de 60 a 90 dias trabalhando fora de casa. Isaque e a família residiam no sítio Quimami, zona rural de Missão Velha, já na divisa com Juazeiro do Norte - terra do Padim Ciço.
No último final de semana foi para casa dos familiares e para sua residência ver esposa e filhos. Estava começando uma nova semana de trabalho quando sofreu o acidente.
O escritório de serviços de vendas de prestação fica na cidade de Lajedo, de lá, ele percorria vários municípios pernambucanos, especialmente do agreste meridional de Pernambuco, e a cidade de Bom Conselho era rota de trabalho.
Infelizmente, ao se aproximar de Bom Conselho pela PE-218, bateu em um dos cavalos soltos às margens da rodovia, perdeu o controle da moto, caiu de cara no asfalto e teve morte instantânea. 
Ele também sofreu fraturas nas pernas. O rabecão do IML levou o cadáver já tarde da noite para o Instituto de Medicina Legal na cidade de Caruaru, distante de onde ocorreu a tragédia, 150 km.
Até agora às 9 horas da manhã, o corpo de Isaque ainda estava no IML de Caruaru a espera de familiares.
Nesse mesmo trecho da PE-218, já houve outros acidentes, podemos recordar dois com vítimas fatais. Teve o caso da jovem do sítio Feijão que estava de moto e bateu num cavalo em frente a escola técnica, e aquele acidente perto da Alami, onde morreu a jovem Carla e esse agora.
Ou seja, em menos de 200 metros três trágicos acidentes e nada mudou. Todos os dias vemos, cachorros, bois, vacas, cavalos, perambulando pelas ruas, avenidas e trecho da PE-218 dentro do perímetro urbano. 
As autoridades locais, o poder público local, não enxergam essa realidade. Por que será? Estão esperando que ocorra algo com alguém da elite da cidade para poder tomar as providências?
Estamos de olho!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE