O PECADO QUE MARÍLIA ARRAES COMETEU FOI ESPERAR PELA EXECUTIVA DO PT - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Publicidade

test banner

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

O PECADO QUE MARÍLIA ARRAES COMETEU FOI ESPERAR PELA EXECUTIVA DO PT

Marília Arraes, vítima do golpe sujo do PT-PSB
Foto: Internet
Depois de ouvir tantos relatos de pessoas que acompanham a política brasileira, daí enxerguei qual foi o pecado que a vereadora por Recife, Marília Arraes, cometeu. Por isso não conseguiu seguir com seu projeto político rumo ao poder executivo do estado.
Não era para Marília esperar pelo PT. Não era para acreditar na executiva nacional. Não tinha somente o PT para que ela pudesse disputar a majoritária no estado. 
Eu, particularmente, nunca acreditei que a executiva nacional do PT iria deixa-la ser realmente a candidata do partido rumo ao comando do estado.
Marília esteve em Bom Conselho por umas duas vezes, mas, em apenas uma, consegui pelo menos cumprimenta-la, até por que sua assessoria não reservou um momento de diálogo dela com os comunicadores independentes da terra de Papacaça. Se tivesse ocorrido esse diálogo, teria dito pessoalmente o que escrevo no meu blog. Deixa para lá...
Será que Marília cegou confiando no ganancioso e maquiavélico Humberto Costa? Se ele já era ruim de "urna", imagine agora. Teria outro nome, a não ser golpe, o que fizeram com a candidatura da Marília Arraes?
A primeira e ótima resposta do eleitorado pernambucano, será não reelegendo o ilusionista do poder, Humberto Costa, e o segundo momento, que seria muito mais especial, não reelegendo o fracassado e incompetente governador Paulo Câmara.
Isso somente será possível, se no dia 07 de outubro, o eleitorado tiver vergonha na cara e estufar no peito o desejo de mudança votando em novos idealistas (poucos, mas, existem) e mostrar sua autossuficiência eleitoral.
A partir do dia 16 de agosto, rádio, tv, jornal, internet, serão utilizados para os discursos e propostas obsoletas dos mesmos que permanecem fazendo da política um "trampolim" eleitoreiro.
Vamos esperar a eleição chegar e da o troco na urna.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE