ENCONTRO NACIONAL DE PROTEÇÃO A COMUNICADORES DO PAÍS ACENDEU A LUZ DA ESPERANÇA - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Publicidade

test banner

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

INSTITUTO PRÓ SABER - O LUGAR IDEAL PARA VOCÊ SE QUALIFICAR

INSTITUTO PRÓ SABER - O LUGAR IDEAL PARA VOCÊ SE QUALIFICAR

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

ENCONTRO NACIONAL DE PROTEÇÃO A COMUNICADORES DO PAÍS ACENDEU A LUZ DA ESPERANÇA

Na abertura do Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores, realizado nos dia 4 e 5/12, em São Paulo, houve a participação do embaixador do Reino dos Países Baixos no Brasil Kees Van Rij, além de Rogério Sottili, diretor executivo do Instituto Vladimir Herzog e de Andrew Downie do Comitê para Proteção de Jornalistas. Essas pessoas reconhecem o trabalho importante desempenhado pelos comunicadores do País. Não existe mais aquela história de que os jornalistas sejas mais importantes que os demais comunicadores.


No Itaú Cultural, onde ocorreu o Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores, nos últimos dois dias, está ocorrendo ainda uma amostra cultural sobre Ilê Ayê, grupo cultural de descendência afro. Nessa amostra, você encontra roupas, músicas, instrumentos, depoimentos sobre a origem desse ritual africano em território brasileiro. É uma viagem as nossas raízes antepassadas.
Para participar desse evento, contei com a colaboração direta da Artigo 19 e do Sindicatos dos Radialistas de Pernambuco. Foi mais um intercâmbio interestadual, foi mais uma buscas pela profissionalização de projetos que estão por vir em 2019.

No auditório do Itaú Cultural, estive diretamente participando das mesas de debate e ao mesmo tempo, firmando compromisso com novos colegas comunicadores de outros estados brasileiros. Dos 60 participantes, o estado de Pernambuco contou com pelo menos 12 comunicadores, ou seja, foi maioria no evento, tendo poder de decisão em alguns debates.
Nessa minha volta para casa, estive no aeroporto de Guarulhos a espera do avião e na sala de embarque, aliás, em todo o aeroporto um movimento muito intenso e me perguntei, aonde está a crise financeira do País. Os aeroportos cheios, gente por todos os lados, um desce e sobe de avião 24 horas. Na verdade, o que falta mesmo são os nossos governantes aprenderem a trabalhar melhor pela infraestrutura da Federação.
Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE