JORNAIS DEIXAM DE SER PREFERÊNCIA DE LEITURA NO PAÍS DEVIDO O CRESCIMENTO DA INTERNET - CLÁUDIO ANDRÉ O POETA

Publicidade

test banner

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

JORNAIS DEIXAM DE SER PREFERÊNCIA DE LEITURA NO PAÍS DEVIDO O CRESCIMENTO DA INTERNET

O mercado editorial brasileiro está em crise. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o segmento Livros, Jornais, Revistas e Papelarias foi o que sofreu mais queda na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), provavelmente graças ao avanço da Internet.

O setor editorial teve recuo de 16,1% nas vendas em relação ao ano de 2015. De acordo com a pesquisa do IBGE, trata-se da “mais acentuada queda da série histórica”.

Apenas a circulação média dos cinco maiores jornais do Brasil teve retração de 6% em 2016 na comparação com o ano anterior. De acordo com o Instituto Verificador de Comunicação (IVC), as médias mensais da circulação de Folha de S.Paulo, O Globo, Super Notícia e o Estado de S.Paulo caíram no último ano. 
A exceção foi o Zero Hora, quinto maior jornal do país, que ampliou ligeiramente média mensal de circulação de 197 mil exemplares em 2015 para 200 mil no ano passado.

Sustentando o título de maior jornal do País, a Folha teve recuo de 7,8% em sua circulação média. Na vice-liderança, a circulação do O Globo caiu 2,9%. 
O mineiro Super Notícia teve queda de 12,6% na média mensal de circulação de 2016 e o Estadão caiu 8,4%.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE